"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

3.4.09

Razão/Emoção

Não quero a eternidade ao meu redor,
já me basta ter a felicidade,
garantia de poder sonhar,
mas com os pés descansados no chão..
emoção em tempos,
razão em outros, na maioria ou na minoria,
depende de como estás e como lhe encontra,
a razão controi, demonstra sutileza ou mesmo firmeza,
a emoção traz um certo complemento essencial
nos faz mais sensíveis ou mesmo tolerantes,
no entanto a razão na mesma hora impera,
a tolerância tem seu limite
é preciso pensar, desvendar a verdade,
a emoção demonstra nossos sentimentos,
quando é preciso monstrar
quando não necessáro colocar em pauta,
lá vem a razão novamente
e diz aos nossos sentimentos
o consciente é mais, mais seguro
deve-se haver um equilibrio
o exagero em aspectos como a emoção e a razão nos faz sofrer
uma balança é de suma importância estabelecer,
como tudo em nossa vida deve ser..

Um comentário:

Leonsx disse...

Veio de manhã molhar os pés na primeira onda
Abriu os braços devagar e se entregou ao vento
O sol veio avisar que de noite ele seria a lua,
Pra poder iluminar Ana, o céu e o mar

Sol e vento, dia de casamento
Vento e sol, luz apagada no farol
Sol e chuva, casamento de viúva
Chuva e sol, casamento de espanhol

Ana aproveitava os carinhos do mundo
Os quatro elementos de tudo
Deitada diante do mar
Que apaixonado entregava as conchas mais belas
Tesouros de barcos e velas
Que o tempo não deixou voltar

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar

Ana e o mar... mar e Ana
Histórias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e Ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar

Quando Ana entra n'água
O sorriso do mar drugada se estende pro resto do mundo
Abençoando ondas cada vez mais altas
Barcos com suas rotas e as conchas que vem avisar
Desse novo amor... Ana e o mar