"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

15.4.09

Um rosto esquecido

Haja o que houver
venha o que vier..

em cada dia que se inicia..
em cada luz que se acende no olhar
cada perfume que se exala
um rosto divino esconde
um coração a machucar..

não trata-se de imagem..
apenas indivisível miragem..
de um rosto divino..
que ainda permanece intacto..

em cada verso que houver..
em cada música que soar ao longe
em cada sentido que vier..
é permitido imaginar..

um rosto divino..
mesmo que não seja a realidade..
ainda há possibilidade
de se encontrar em algum lugar
talvez impossível seja acreditar..

alguém
com um rosto perdido,
decidido a viver isolado..
num mundo totalmente esquecido..
sem sentidos..
sem ao menos uma palavra sequer..

Nenhum comentário: