"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

8.6.09

Contemplando o deserto

Três pessoas que passavam em uma pequena caravana, viram um homem contemplando o entardecer no deserto de Saara do alto de uma montanha. “Deve ser um pastor que perdeu uma ovelha, e procura saber onde está”, disse o primeiro. “Não, não creio que esteja procurando algo, muito menos na hora do pôr-do-sol, onde a vista fica confusa. Acho que espera um amigo”. “Garanto que é um homem santo, e procura a iluminação”, comentou o terceiro. Começaram a comentar o que o tal homem fazia, e tanto se empenharam na discussão que quase terminaram brigando. Finalmente, para resolver quem tinha razão, decidiram subir a montanha e ir até o homem. “O senhor está procurando sua ovelha?”, perguntou o primeiro. “Não, não tenho rebanho”. “Então, com certeza, espera alguém”, afirmou o segundo. “Sou um homem solitário, que vive no deserto”, foi a resposta. “Por viver no deserto, e na solidão, devemos acreditar que é um santo, em busca de Deus, e está meditando!”, disse, contente, o terceiro homem. “Será que tudo na Terra precisa ter uma explicação? Pois então explico: estou aqui apenas olhando o pôr-do-sol: isso não basta para dar um sentido à nossas vidas?”

Paulo Coelho


Nenhum comentário: