"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

30.6.09

Uma nova página

Sou eu que faço minhas vezes..
sou eu que faço meu destino..
sou eu que mudo o meu passado..
a cada passo que alinho..

a cada palavra,
expressão corre pelo rosto..
foi assim que foram ditas à razão..
os versos caminharam ao encontro..
da temida percepção..

a notícia da vinda,
eh chegada a alegria..
encantou o coração..
cada dia que se passou
foi em forma de canção..
canção que cada nota, denotava-se a expressão..

parecia não ter fim ..
até que o dia se mostrou..
neste abafado ambiente
foi se adequando a situação..

na lembrança muitos resquícios ficaram
da vida ligada as coisas do destino..
as palavras serão ditas em outro lugar..
para com zelo cuidar..

não merece atenção..
a quem não interessa lidar
atenção só é feita com dupla sensibilidade.
a máxima dos sentidos

então, cada dia que surgir
um novo se anunciará..
as horas se vão, correndo..
com todos os detalhes,
na imensidão dos minutos,
no viver da vida

como tudo
como em cada verso
em cada ser humano..
em cada livro que encontro ..

se a antiga página já foi lida
uma nova é esperada
rasga-se portanto..
para que sobre espaço
para outra se mostrar..
mais forte, mais confiante e capaz..

capaz de enfrentar
o passado
o futuro
e mostrar que
está acima de qualquer ilusão..

Nenhum comentário: