"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

2.7.09


Foi pelo passado que rabisquei..
todos os caminhos, eu traçei..
vivendo, vivendo..
e seguindo o meu destino..

Nesta escura floresta..
cada folha me distrai..
seu doce tocar o chão..
me faz sonhar..

Eu ali
olhando ao redor
em busca de explicação..

De repente um arco-íris atravessa
de forma sutil minha imaginação..
neste meu conto de papel..
após uma chuva de temer..
todas as árvores se rendem..
aos pingos da luz do sol..

naquele lugar eu permaneci.
ouvindo a melodia e os versos
que os pássaros fizeram
para mim..

de repente, mais que de repente..
eu fui embora..
segui a estrada que me levava..
me conduzia a aurora..

ficou aqui dentro do peito..
um vazio que não demora..
mesmo assim..
ainda sinto em mim..
as lembranças
deste tempo que não vão embora..

Um comentário:

_Coisas do destino... disse...

So eu sei, o qaunto chorei ouvindo essa música.
Quem não pensa pensa o sempre, o nunca mais.
Pobre corações sofredores.:)