"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

13.7.09

À realidade

Não adianta o destino mudar..

as cordas do nosso violão insistem em ir além

das passarelas dos contos de fadas..

nestas, quem sabe um dia, passaremos por lá..

Nossa usina de sonhos..

produzidos aos montes

sustentam nossas fisionomia..

nossa gramática..

e ideologia..

vamos seguindo..

a caminho dos novos tempos

de sonhos atentos..

a nossa realidade..

seria dizer muito:

à realidade dos nossos sonhos..

Nenhum comentário: