"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

25.8.09

Nas mãos do poeta Sentimento..



Nos pequenos detalhes,


a alma de cada poeta se alastra


ao passo que escrevem seus versos de solidão..


ou contrário, de antemão..


seus passos são como luz a espera da salvação..


as mãos calejadas de tanto emitir sons-sentimentos..


vão se planejando com o tempo


para calejar outros corações..


suas palavras são públicas


que nem mesmo a escuridão..


faz esconder tamanha certeza


e incerteza dos seres


que atrás delas se constróem


continuamente..


delicadamente..


e desesperadamente vivos..

Nenhum comentário: