"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

29.12.09

Luz


Vou navegando neste barco
e o que me conduz
sem destino certo
é apenas uma luz
que preenche-me de esperança
mesmo por toda a distância
que eu tenha que seguir

Vou, neste barco até a chegada
incerta, esperada
as paradas são rápidas
pois verifico que tenho muito mar
para navegar

Vou ao encontro desta força
que me faz velejar, dias e noites,
sem me cansar..

Barco meu..
me leve o mais rápido que puder
quem sabe não seja o amor que me espera..
no fim desta viagem.
Ah, doce quimera..

2 comentários:

L'amant disse...

Belo!
Dá para sentir a brisa do mar.
Ao final, encontrará um porto seguro.
Beijos,

Juliana. disse...

L'amant,
obrigada pelo comentário!
Volte sempre! Bjos