"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

31.12.09

Histórias


Navegando neste mar chamado vida, tantos detalhes nos encontram, tantas histórias se juntam a nossa, tantos sentimentos navegam e uns se iniciam, outros velejam e outros se afundam. Perseguimos cada um de nós, sonhos, podem ser a busca de um grande amor, um bom emprego, um bom salário, uma confortável e segura vida, felicidade, otimismo, poder, tantos e tantos querer, impossível seria enumerá-los.

Chega um dia, que queremos repensar todas histórias que participamos, deixar o passado no passado, sabe, reescrever sonhos, sentir a realidade a nos abraçar sem medo e sem receio. Acredito que quando isso ocorre, encontramos um pouco de nós, reforçamos o caráter, deixando livre a alma, mais sem esquecer da maturidade que nos persegue e mais.

A vida precisa de nós com confiança, com certeza do que realmente quer, se dúvidas temos, talvez não há a segurança e a confiança que tanto almeja, nada deve ser concretizado quando a ponte ou a estrada por onde caminhamos falta madeira ou concreto. Não há como negar que sentir e acreditar no sentir é algo reforçado a todo tempo, embora nunca se esqueça de viver. Somos movidos por nossas ações e reações e não forçados a elas, por que somos livres e a liberdade nos acompanha. Se teu coração não lhe pede o impossível, faça a sua história, construa o teu mundo, do seu jeito.

Não deixe que te levem a firmeza, a tua magnitude juntamente com as histórias que são escritas. Mesmo que você não siga seu coração ou quem sabe a razão, acredito que quando o sentimento e as ações são verdadeiras, a sua história é contada com uma força que nada abala, nem mesmo o tempo, nada..

Um comentário:

Uma Desconhecida disse...

que lindo!!!

"a sua história é contada com uma força que nada abala, nem mesmo o tempo, nada.." me chamou muito a atenção..

abraços