"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

21.1.10

Cartas de Adeus


Não sei mais o que faço

deste embaraço que virou este coração

em outras vidas não sei se me refaço

destes encontros e desencontros que

me vi no teu abraço

Não sei mais o que me agarro

se a tuas palavras ou se a minha incógnita razão

cada segundo algo se perde

você já me perdeu a cada nova emoção

que me vi sentir por desconfiança

inútil e dolorosa sensação.

Já me decidi

estes versos são para dizer que vou partir

não tenho mais forças para seguir

junto a ti, meu coração se parte ao meio

não é amor, é falta de sentir.

Olha, você soube me fazer te esquecer

eu já chorei, já sofri, já deixei, já disse ir

já briguei, já pedi, implorei, nada vi

além de mim, você não me mostrou

que esse sentimento era

maior do que o céu, do que o mar

que um dia eu experimentei e quis.

Não espere meu sorriso,

receba apenas meu livre adeus, nesta carta

que escrevo a punho,

pelo embriagante sentir meu..

4 comentários:

LUCIMAR SIMON disse...

Chega momentos que temos que dar alguns bastas, adorei esta carta de adeus, claro que se fosse para mim ela morreria srsrsrsr. brincadeira, ficou suave refletindo o pensamento e fazendo quem a recebera refletir junto as palavras.

Entao quero dizer que se eu for terminar com alguem vou vir aqui depois copiar esta carta. srsrsrsr

beijos...

Costureira de estrelas. disse...

Obrigada pela visita em meu blog!
Agradecida... =)
Beijos :*

Priscila Rôde disse...

Adeus é definitivo demais.. rs

Thomas Albuquerque disse...

Despedidas são sempre um desafio...Algumas são eternas,mas outras não duram tempo nem sequer para sentir saudades.

beeijos