"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

14.1.10

Completamente Incompleto



Numa folha branca como nuvem de algodão
queria versar sobre todos sentimentos, mesmo os em vão
descrever detalhes, minúncias, evidências, fases, repentes
a cada canto da folha, para nenhum espanto, as frases
esperavam um ponto final, ou mesmo uma palavra que fechasse
com uma certeza de um novo início, sabe começo, meio e fim
nada se comparava a isso, os pensamentos não se completavam
faltava inspiração? Não era isso!! A folha ainda permanecia em
branco, sem versos, sem palavras, nem ritmo ou versão..
somente linhas que pareciam intermináveis em sensação
nenhuma cor parecia desdobrar em reação, aquela folha
valeria mais do que palavras, demonstraria a real situação
de palavras que se fecharam em si, não queriam mostrar suas vestimentas
apenas quando tocavam aquela folha, eram mais do que escrita
eram doces pedaços do coração, que se distribuíam em letras
mais a folha não seria preenchida, porque a metade do
coração ainda estava por ser completado e assim
nada corresponderia as letras possivelmente
decifráveis daquelas linhas..

5 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

Menina Juliana...

Essas nobres palavras sã pedaços de seu coração.

beeijos...Teus blogs estão lindos.

Priscila Rôde disse...

Ju,
ficou lindo isso!

"Coração ainda estava por ser completado e assim
nada corresponderia as letras possivelmente
decifráveis daquelas linhas.."

Belo!

Vinícius Aguiar disse...

Há sentimentos que simplesmente não podem ser traduzidos em palavras, e nestes casos, mesmo que queiramos, as linhas continuarão sem rimas, versos ou cores!

Beijos!

Flavia C. disse...

Comigo acontece disso... Tentar falar e não conseguir completar.
Maravilhoso, Ju!

:)

Mariana disse...

Eu, vagando pela noite por essas linhas e encontrar ...em vão, detalhes, minúncias, evidências, fases, repentes a cada canto da folha... enfim, tudo lindo.

parabens,adorei conhecer a profusão dessas linhas. bjos*