"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

15.1.10

Dia


Hoje, parece que o dia não se evidencia
as horas passam, correm, rodopiam
os sons já não percorrem a ritmologia
as palavras se perderam em meio a melodia

a vontade de acordar e ver
invade este ser
medo de tentar
medo de errar
e poder acertar
potencialmente reviver

as luzes e sombras penetram este lugar
será a hora de mais uma vez alcançar
é tão estranho crer que poucos sentidos
parecem não ser tão fortes quanto quem os tem..

são apenas evidências de um passado
no tempo que corre ao seu sabor
amigos e inimigos deste poeta tempo
que em pensamentos não sabem supor
quantas águas ainda terão que correr
até o sol finalmente se pôr..

3 comentários:

Carlos Augusto Matos disse...

Realmente, vc tem toda razão no que diz... O caminhar é algo doloroso... Mas... Faz parte de vida...

Thomas Albuquerque disse...

Nossas histórias de vida são quilômetros rodados...vez ou outra, vale a pena percorrer de novo.

beeijos

Priscila Rôde disse...

Muitas águas Ju, muitas!
O nascer dos dias..
incertos!