"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

9.1.10

Espaço


As vezes passo, me repasso e me acho
outras me confundo e me aprofundo
as vezes choro, sorrio e desabafo
outras me perco e me desembaraço

as vezes me esqueço da força que tenho
e me fecho sem espaço

Outras me faço, desfaço e falo
algumas vezes adormeço, sonho e viajo
outras me mudo e me apago
e as vezes apareço e me distraio

Algumas vezes e outras não sei mais
mais quem eu sou..
neste palácio onde eu construo
é pra lá que eu sempre vou..

4 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

Ju...
voc~e montou belos jogos de palavras neste poema..gostei dessas combinações....ficou bem construido.

você repetiu a palavras mais na parte "algumas vezes e outras não sei mais mais quem eu sou" foi erro de digitação, ou é assim mesmo?


beeijos

ventosnaprimavera disse...

Muitas vezes ficamos assim, sem saber direito o que fazer ou onde estamos.Parabéns e feliz 2010 pra você.

FatoSempalavras. disse...

Já pensou que, talvez, não seja tão interessante saber o caminho a seguir?

Talvez, o melhor, seja somente seguir, pois pior do que ir ap caminho errado, é ficar estagnado. ;)

Incontáveis abraços.

Estrela disse...

Jú,
O maior desafio, fazer uma viagem p/ dentro de nós, o maior encontro fazer a viagem e encontrar a felicidade.
As vezes construimos belos castelos, fortalezas é achamos que estamos seguros, até que um dia um simples vento chega e destrói tudo....aí percebemos que de nada adianta as belas construições se não temos sonhos, Fé, amor, alegria por dentro.
Aqui encontro palavras lindas e paz, obrigada pelo presente de estar ao nosso lado trazendo conforto e beleza p/ nosso dia-a-dia.
Bjs no ♥ (*_*) Jú