"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

16.2.10

Pela Certeza


Por que ainda não encontraste a certeza do teu interior

Todos esses momentos constantes

Que invadem, incessantes

Trazendo-lhe medo de viver


Viva, digo a ti

É preciso encarar este mundo

Pelo qual nasceste

E teus pés se encontram

Enterrados aqui.


Viva, deixa a água da vida jorrar

E em teus olhos demonstrar

Que poucos instantes podem se transformar

Mesmo que o bloqueio do teu medo venha assolar..


Medo do amanhã, da raridade,

Do que aconteça

Do que ainda apareça

De todas as lágrimas, com certeza


Viva, quase uma jornada

Desta estampa encarada

Teus passos a percorrer

Que este medo se esqueça

Pelos campos e veredas

E lhe deixe apenas saborear

A força do saber viver..


Palavras em vão


7 comentários:

willa Albuquerque disse...

Gostei! '.'

Leonardo B. disse...

[pela força dum verso, quando outro verso se aproxima, é o tudo, o todo junto que se imagina; poesia poema escondida palavra, aparição serena]

um imenso abraço, Juliana

Leonardo B.

Thomas Albuquerque disse...

Serenas e belas palavras sobre a vida.

é peciso saber viver..rsrs

beeeijos

.Justlow disse...

É tantas coisas que temos q enfrentar que as vezes tiramos forças de onde não enxergamos
;*

Luana Ferraz disse...

As palavras nunca são em vão...

Júlio Castellain disse...

...
Que beleza.
Bjs.
...

Vanessa Souza Moraes disse...

Viver bem é a melhor vingança.