"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

3.2.10

Pensamentos em Folhas


Escrevo conforme o papel
se deita pela nobre mesa
não tens curva somente sutileza
não tens forma, és simples beleza

A evidência das palavras
na medida que se sentem compostas
em imediata formação de teus versos
e inigualável conjuntura de sensíveis verbos

Sim, são letras que refletem o jorrar da chuva
o tocar na terra
o brilho do luar
uma gota só de lágrima, tudo a destacar

Letras que se perdem e se acham por si só
nos sentimentos que se formam
na perfeita introdução
do início até o fim de cada refrão

O papel já carregado de sentimentos e movido pelo tempo
também se confunde em plena escrita
não sabe mais se conterá espaço
para renovar, a cada passo, mais uma linha de intenso pensamento..

Palavras em vão

Um comentário:

Thomas Albuquerque disse...

O papel se molda conforme a escrita, e o seu, com certeza tem forma linda.

beeeijos