"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

25.2.10

Pôr-do-Sol


Foi como um raio mostrando a imensidão
das rochas que preenchiam o chão
toda a poesia invadindo a multidão, eclodia
nas frestas de luz,
que acomodavam-se na escuridão
todas as nuvens que no céu apontavam
refletiam a força da criação intangível do mundo
naquele poço ao profundo do mar
as mãos permeavam aquele lugar
nada mostrava-se devagar
a natureza repentinamente se movia
imprescindível mesmo era observar
a corrida pela vida
que não havia força mais instantânea
que a possibilidade de se renovar..

Palavras em vão

10 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

Sempre depois que se põe, o sol se prepara para brilhar mais forte, trazendo assim para nós uma nova manhã.

beeeijos

Luísa choonps disse...

nossa, estou sem palavras! muito lindo *-*

beijinhos =]

Mikaele Tavares disse...

Muito lindo!!
É observar a vida mesmo que seja na correria..

Beijos

LUCIMAR SIMON disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LUCIMAR SIMON disse...

Essa é a força das palavras que como um raio vem clarear as mentes e deixar as pessoas as vezes assustadas porem esclarecidas.


beijos

Me disse...

renovar-se - uma possibilidade certeira minha amiga...
bjokas!!!:D

Angel disse...

E a natureza nos mostra, dia a dia, que tudo passa e se renova.

Lindo texto, Juliana! De uma intensidade tamanha.

Abraços.

.Justlow disse...

Ain que linda flor , acertou em cheio meu core !
;*

Carlos Augusto Matos disse...

Renovation... Essa é a palavra... É o que estou fazendo em mim...

Bjuxxx prima...

Pedro Paulo disse...

Quanto brilho e felicidade no poema. Parabéns. =)