"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

13.2.10

Realidade, Por Favor!


Vou retirar meus sonhos
das nuvens
enche-los de algodão, cores e emoção
e apresentar-lhes à realidade

Tão doce e crua realidade
que passa em meus olhos
a cada tarde
nas noites frias em minha fantasia
se tornam saudade

Sonhos, me revelem
as tuas verdades
preciso que urgentemente encarem a realidade
e me façam poeta
e de poeta me façam viver
a cada instante dessa magnitude
que é o acontecer

Minha imaginação cansou de ser livre
agora quer apenas se prender
ao que os pés encontram pela terra
e simplesmente viver, viver
e viver..

Palavras em vão

2 comentários:

Priscila Rôde disse...

Não sei se tenho a coragem de tirar a névoa que as vezes perturba meus olhos, sei que a realidade fora deles é bem pior.

Beijos flor.

Thomas Albuquerque disse...

a realidade do poeta é a fantasia..

beeeijos