"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

6.3.10

Madrugada



Horas da madrugada
levanto-me da cama
o sono ainda não me consola em teus braços
sento na cadeira, perto da varanda
e me coloco a pensar, refletir, indagar

Vejo, mesmo com o quarto escuro,
uma luz que penetra a imensidão
transformando o breu
e dando vazão ao desmedido vão..

Tem-se a impressão de algo mudar
apenas ser diferente
talvez seja essa doce vontade
presente no ar

O sono não vem, não chega, não se apresenta
saiu pela porta da frente
e me desdobro a sonhar
com os olhos tenebrosos e abertos
não perco um minuto
desta madrugada fria

Horas e horas irão se estender
pela noite vazia, sem demora..
enquanto o sono não vem
para me vestir, envolver..


Palavras em vão

7 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Alguns caminhos devem [por bem] serem palmilhados sozinhos... o outro não comporta como carga... ele tem seus próprios delírios, viagens e desatinos...

Angel disse...

A noite insone é o que há de melhor para quem precisa de um tempo, de organizar as idéias. O silêncio absoluto, o escuro, dá a sensação de que é possível ouvir tudo o que está guardado em nós, pronto para se tornar pensamento...

Abraços, Juliana!

Sandrinha disse...

Sensibilissimo seu blog! Parabéns pelo seu trabalho!!! Tudo de bom!!!

Felicidades e sucesso!!!

Sandrinha

http://tempodeviver2.blogspot.com

Leonardo B. disse...

[o que vemos no nosso intimo horizonte é o que coabita o nosso interior; a nossa luz que não se apaga, ilumina a escuridão do mundo... desejemos nós essa estrela entre as mãos!]

um imenso abraço, Juliana

Leonardo B.

Carlos Augusto Matos disse...

Linda, quando minha namu terminou comigo, estava assim, como no seu poema...Essa saudade quando sabemos que é algo bom, é maravilhoso, mas quando sabemos que essa pessoa não virá, é ruim demais...
Como sempre vc escrevendo perfeitamente...

Bjuxxx prima...

Naty Araújo disse...

Ju... é incrível como nos despertamos na madrugada e ficamos nos resolvendo na solidão a procura de abrigo.
De um ombro que possa nos dar consolo e amor.

Seu texto é sublime.
Beijos.

Priscila Rôde disse...

Não busque o sonho,
realize o que já existe ai, dentro de você!

Um beijo.