"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

12.3.10

Meus Pés


Com os pés na água
vou vagando em pensamentos
livres como o vento
em uma dança perfeita
e múltipla de sentimentos

Firmo meu pensar
vejo a água jorrar
pela chuva que escorre
nesta cidade sem parar

Me disponho a saber
o que toda essa água
me faz reviver
com os pés a molhar
fazendo meu corpo estremecer..

Nesta água
talvez esteja o meu insistir
meus sentimentos a embeber
suaves gotas
que fazem questão de invadir
me fazendo ver
todo o querer que ainda persiste
em mim..

Palavras em vão

17 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

O andar da alma descalça faz sentir tudo o que o corpo ainda não consegue.

beeeijos

Leonardo B. disse...

[diria que há ondas de atlântico mar, feitas só para que os nossos pés possam tocar, sentir a fria onda mensageira, escondendo na rebentação, a garrafa onde a palavra se esconde e se guarda em poesia... mar tem partidas, de tantas chegadas!]

um dez cem meus abraços, Juliana

Leonardo B.

Priscila Rôde disse...

Desvende os mistérios das águas!


- Linda imagem!

Carlos Augusto Matos disse...

E que este querer persista por muito tempo... ok?

Bjuxxxx prima
Saudades de vc...

Meu outro blog:http://mundopoetico84.blogspot.com/

L!mOnadah ♥Slemom X♥ disse...

Só de estar caminhando , isso já vale o maior caminho de todos (o caminho p/ vida) .

Bjus^^

Erick Macau disse...

muito bom!

Bom ritmo, rimas, td isso deixa o poema fácil d ler e de sentir.

parabéns

abraços libertários

Me disse...

abençoada água!...
bjos ju, ótimo fim de semana!!!

Diego Morais disse...

"todo o querer que ainda persiste
em mim".

Lindo poema.
Muito interessante.
:)

Angel disse...

Quem dera o amor fosse como a chuva, que se forma de mansinho e vai ganhando força, e então vem tranquila ou impetuosa a tomar conta de tudo o que toca, deixando depois a calmaria em algumas poças. Mas a chuva passa, mas nunca cessa de todo, ela vai, mas volta, eis ai a única diferença.

Lindo poema, amiga Ju.

Abraços e bom final de semana.

A.S. disse...

Juliana,

Belo poema!

Há algo de místico na água que nos desperta todas as emoções...


Beijos
AL

Naty Araújo disse...

Tocar os pés na água é tão bom...
A sensação que sentimos é inexplicável... ainda mais com um banho de chuva.
Eeeita... sempre que te leio viaaaaajo rsrs.

Bjo grande Ju... com os pés na água da nossa amizade

Tania Girl disse...

Queria ter uma mente como a sua.. mente de poeta...
Seus post são cada um mais lindo que o outro...
Bom final de semana.
bjinhos

ventosnaprimavera disse...

Muito profunda sua poesia, perfeita e sensível.Feliz dia da poesia minha amiga.Parabéns.Arnoldo Pimentel

.Justlow disse...

Flor é vc quem faz as poesias ou copia , se for vc tá de parabéns se não for tá de parabéns do msm jeito !


Ótimo domingo pra vc tbem querida ;*

Juliana. disse...

Low sou eu mesma que escrevo ou melhor tento fazer..rs
Um beijo Amiga!

Costureira de estrelas. disse...

Só agora percebi que vc mora pertinho de mim rs
Do lado ^^
rs
Beijokas, Ju =*

Charlie B. disse...

és bela como a noite forrada de estrelas, me sinto levitando ao tê-la em palavras! (L)

Charlie B.