"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

27.4.10

Essência Nossa

Naquele tempo, tudo era tão especial, simples e efetivamente completo ,
a vida caminhava no correr das estações, como agora,
mais nos permitia momentos únicos, de belezas interiores,
como caminhar pelas estradas daquele lugar a procura de frutos
da época e se deliciar com mangas que o "Seu" José plantava, correr e encontrar
um rio a passar em meio as raízes de jacarandá
a vida era bela e não sabiamos julgar..
éramos crianças naquele lugar

As estrelas, que logo viam surgindo, nos chamavam para contar
as mais encabuladas histórias, assustar a vizinhança e ir nos deitar
e na manhã seguinte tudo ali poderíamos retornar
nosso sonho era atravessar o mar, sonho humilde, navegar..
os amigos logo vinham "chegar"
inventávamos carrinhos, bonecas de pano, aviões de madeira
ah, imaginação sem parar, bastava olhar..

Novidade era ir para a cidade
no mercado cada fruta tínhamos "a beira" da mão,
carros, gente, quanta sensação; mais voltávamos para casa no mesmo dia
era bom sair, mais o melhor, sem dúvida, era retornar
reconhecer que ali era o nosso lugar, onde sabíamos a essência do nascer, do crescer
onde os caminhos eram nossos e navegávamos sem espera da nossa vez chegar..

Palavras em vão


5 comentários:

Priscila Rôde disse...

Quando éramos inocentes, o mundo se fazia inocente também... e era tão belo!

Noe* disse...

Ah, que delícia de se ler :)
Amei... leve como a infância!

Tania Girl disse...

humm... que post maravilhoso!!
Me fez lembrar da minha infância, apesar da história não ser parecida... sei lá, mas me lembre e gostei.

Amei!!
=))
bjos

Becca (Flor) disse...

ahh, me fez lebrar a minha infência, como tudo era leve. Como era bom essa época da vida!
Minha infância foi maravilhosa, tenho muitas recordações...

Tb não gosto do sentimento de ausência Ju, mas infelizmento, ainda o sinto, vez ou outra, e como vc disse, machuca! Mas passa!

bjus pra ti, adorei o post, me fez viajar... até melhorar um pouco.

Carlos Augusto Matos disse...

Maravilhoso Ju... Maravilhoso... Vc a cada dia me deixa mais apaixonado pelo o que escreve...

Mas... Como é bom ser criança não?

Bjuxxxx