"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

18.4.10

Mudança


Eu não posso parar agora
já fui longe demais
e quero mais..
eu preciso estar mais com teu amor..

Me mostre
me faça sentir o que é ser amada
tenho o tempo todo para nós dois
não quero me esconder de você
você, me encontrou

Eu quero mudar esta minha vida solitária
eu quero o tempo todo para nós dois
eu quero dividir todo o meu sentir com você
eu sei que você pode me mostrar

Eu quero saber o que é o amor
Me mostre como é ser amada
eu preciso disso em minhas veias
no meu coração, na minha alma

Você..

Palavras em vão

13 comentários:

Priscila Rôde disse...

Quanto desejo Ju.. :)
Que isso saia do "querer" apenas..

Beijo, flor.

Vinícius Aguiar disse...

É... o amor verdadeiro permite palavras assim! Parabéns!

LUCIMAR SIMON disse...

O querer nos promove ao viver.

beijos

Carlos Augusto Matos disse...

Lindooooooooo... Mais faltou as rimas... Mais ficou lindo...

Bjuxxxx

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Lindo poema Ju.
E a imagem casa perfeita.

A Magia da Noite disse...

uma declaração de intensa paixão.

Cris França disse...

"eu preciso estar mais com o teu amor" fiquei aqui a suspirar...bjs querida!

Vanessa Souza Moraes disse...

Isto, coragem, e mostre! :)

Tania Girl disse...

Não pare... O importante é não desistir, e o amor sempre vale a pena.

Bela declaração de amor, Ju.
bjos

Lianara **Lia** disse...

Que linda declaração de amor!

Beijos, Ju!

Lia♥

Blog Reticências...
http://liaks25.blogspot.com

Júlio Castellain disse...

...
Assim é bom.
Beijos, Juliana.
...

Angel disse...

Do que nos vale o amor se não formos, também, amados? Acredito que nada... O sentimento em si é lindo, mas só nos faz felizes se vier aos pares (um pra mim, outro pra ele)...

:)

Lindo poema, amiga Ju!

Abraços.

leonel disse...

Parabéns, Juliana! Eis aí um poema francamente visceral, como se as palavras tivessem abandonado-te como quem faz sangrar para aliviar uma dor. Espero que a escrita, contudo, não te tenha sido assaz dolorosa, e, que tão logo tu tenhas todas as respostas, que calem por completo o peito que cobra do amor.

Abraço!