"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

1.5.10

Duvidaste do Amor

Duvidaste do meu amor duas vezes,
o suficiente para eu entender
que o amor aqui dentro pulsa
era maior do que simples querer

Mais o tempo passa
e amar para ti parece não valer
desobedeci a razão
fugi e me entreguei a emoção

Mais a cada palavra que me diz
o amor que sinto por ti tornaste em vão
para o teu coração?

Saiba que de um amor não se duvida
por que quando menos perceber
pode perder o amor da sua vida!

Palavras em vão

7 comentários:

Diego Morais disse...

Puxa, poema lindo. Muito lindo mesmo.
Gostei. Adorei.
Muito bom mesmo.
Gosto de poemas assim, cheios de sentimento.
:)

Lídia Borges disse...

A falta de confiança é uma pedra no sapato de quem ama... Ama???

Um beijo

Vanessa Souza Moraes disse...

A dúvida é uma constante.

Carlos Augusto Matos disse...

Nossa, que forte... Deu até medo...

Bjuxxxx

Júlio Castellain disse...

...
Que beleza!!!
Bjs.
...

sandra disse...

Forte que me sentir chorando.Sandra pimentel

sandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.