"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

28.5.10

Vão

Perene vazio
Jaz um Tempo frio
Mesmo o sol lá fora brotando
Aqui se desfaz a luz devagar, me levanto!

No vazio, a jorrar pela fonte
Neste espaço estranho
Oco, insano
Um vendaval esperado

Inócuo vazio
Tempo que se mostra
Navegarei por esta hora
E velejarei sem nenhum

Pare! Preciso seguir
Neste mártir
É o que me faz sonhar
Pare! Agora eu não posso desistir mais!


Palavras em vão

2 comentários:

Hamilton H. Kubo disse...

Nem tem por que desistir.
Mas jamais se deixe na busca desvanecer.
O velejar tem de ser calmo, leve e de satisfatoriedade na alma.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Não desista jamais!
Por mais que o mar esteja revolto, por mais que o tempo esteja frio...

Bom dia