"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

30.6.10

Menina Mulher

Teu jeito próprio de entender
Uma conduta firme ao expressar
Teus motivos mágicos para sorrir
Um único desejo: amar

Tua tão tua forma de acarinhar
A complexa maneira de aceitar
Teu sentido forte de menina mulher
Tua forma secreta de viver o que é

Teu modo de seguir, não desistir
De voar, em busca ir
Teu modo tão seu de se vestir
Na doçura que lhe tem a florir

Os sonhos que revivem na certeza que lhe cerca
A convicção e a beleza que a completa
Tens um brilho no olhar,
um encanto na alma de enfeitiçar
Ela é só Ela. Pois sabe acreditar..

Palavras em vão

5 comentários:

Lídia Borges disse...

Muitos dos versos iniciam-se com a pronomes: teu, teus, tua,...ou como no poema anterior: teus, tua, meu, minhas nossas...

Todos pronomes possessivos. Será portanto o desejo, a posse que dominam o sujeito destes poemas... ou não?

L.B.

Juliana. disse...

Lídia, é o desejo com toda a certeza!
Um beijo minha amiga! Obrigada!

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Sim, sim...
É nos teus olhos que vejo essa menina mulher...
É são em suas palavras que sempre a deixa escapar.
Tem como não admirar tal mulher?
Tem como não acarinhar doce menina?

Acho que não, pois já leva consigo minha admiração!

Beijos!

Beta disse...

Arrasou!! de tudo aqui ali , esse post foi um dos q mais gostei
parabéns
beijo

! Marcelo Cândido ! disse...

Com seus defeitos e qualidade acima deles
Fortemente inspirada em deuses
!!!
hehe
Rimou
...