"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

6.6.10

Sim, Saudade e Você?


Do tempo em que era tudo assim..
Saudade do belo castelo de terra construído por mim
das piscinas com pedaços de azulejo
das bonecas de pano tricotadas em retalhos
dos carros de madeira amontoados no jardim..
Saudade da era de goma de mascar
do pirulito de voar..
da sombrinha de chocolate
da casa na árvore, onde só era para estar
dos tombos e balanços
dos amigos do lado a gritar chamando para brincar
da época na escola a cantar o hino nacional
ou da hora do lanche, era só para reanimar
dos ditados, hora acertados hora não
das canções que jorravam sentimentos a cada refrão
Saudade de momentos que ficaram para trás
dos sentimentos de esperar sempre algo mais
do doce ser mais doce como a bolacha recheada
dos dez centavos que valiam sempre uma bala
da espera pelo presente, da alegria na chegada
na esperança pelo ovo de páscoa, do natal
do coelho e papai noel, quem sabe não viriam também..
de chegar em casa, cheio de lição para fazer
e simplesmente ir dormir, [sem querer]
Saudade de tantas coisas que se foram
da paixão pela boneca que se virava borboleta e não tinha
pelo carro que girava fazendo piruetas
das folhas das árvores que eram dinheiro para trocar
quem nunca sentiu o gosto de um pouco desta saudade
Saudade de sentar na calçada e ver os carros passar
de sofrer com o maldito dente que não quer cair ou se arrancar
de se imaginar grande [com 15 anos], dentista, doutor, mágico, aviador
ou quem sabe professora, médica, veterinária, quem for..
Saudade de cuidar da vida como se fosse uma flor a crescer
Saudade das histórias de fantasma, bruxa e medos pela noite
de se esconder atrás de algo só para não ser achado e quase matar a mãe de sofrer
de dançar na chuva, arrancar a planta do vizinho, jogar bola na casa só para correr
ou talvez tocar a campainha e sumir, só por prazer..
das nuvens que diziam ser feitas de algodão
dos brinquedos todos jogados pelo chão
do sorriso estampado, da vida feita de amor..
Saudade de ser quem um dia talvez eu fui
já não me lembro, mais a saudade ficou, eu sei!

Palavras em vão

11 comentários:

Hamilton H. Kubo disse...

E tal saudade irá sim perdurar.
É a prova maior da bela vida que passou, novas saudades virão e todas espero assim ser saudosas de felicidades sem fim.

Adorei ler da saudade como li aqui.

Beijos!

Lua disse...

to com o sintoma da saudade tb.

bjo ;)

.Justlow disse...

Ah saudade mata hein e como ;/

Suelen Braga disse...

Nossa.....senti saudade agora também de tudo isso...tempo que não volta atrás...Nostalgia

beijão

Anita disse...

Quando eu queria me referir a alguma coisa que nunca iria acontecer dizia assim: só ano 2000.

rsrsrsr ops já passou.

Que velha estou :P


BJuss

Juliana Doerner disse...

Agora fica dentro do peito sempre aquela saudade... Como sentimos saudades de coisas que nunca pensamos que iríamos sentir...

Bjs...

Re Fagundes disse...

Saudade da menina que perdemos dentro do peito, mas, como um milagre em momentos de saudade ela nos encontra e nos consola.

beijos cintilantes Ju

semana incrível pra ti

Noe* disse...

O bom sa saudade é que mesmo quando estivermos tristes podemos dizer que fomos felizes um dia. A saudade é essa confirmação!

Beijocas, Ju =*
Linda semana.

Naty Araújo disse...

Ahhh deu um gostinho amargo aqui de saudade.
Lembrei de coisas passadas, mas foi bom ter lido..
Além de ter gostado das tuas palavras, gostei das lembranças que vc me fez lembrar.

Obrigada por isso.
Beijos, Ju.

Gabriela F. disse...

Compartilho as mesmas saudades que você!
adorei
beijos

Granja disse...

E ser feliz só por ser assim, criança =D
Parabens mais um muito bom