"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

2.7.10

Assim Como


Ter a alma leve
como se leve
fosse como o giro
de um girassol

Ter o coração livre
como se livre
fosse como o canto
de um rouxinol

Ver a brisa breve
como se breve
fosse como o amanhecer
e o por do sol..

Ter a vida longa
como se longa
fosse como o contorno
de um rio junto ao farol..

Palavras em vão

9 comentários:

Mandy disse...

*-* Que fofo :)
Viajei contigo nesse poema. Lindo.
Beijoos
Mandy

Max Oliveira disse...

E a cada momento me vejo mais preso em suas palavras... Que de tão singelas, encantadas. Que de tão moças, aladas. Que de tão breves, ventiladas...
E que sejas assim... Que como vejo: sempre você, sempre todas, sempre ninguém a ser...

*Longas passadas...

Desirée disse...

dei uma viajada show agora!

ameii *__*

Victor Zanata (Exilados do Paraíso) disse...

Nem bem li um já havia outro, grata supresa... Lindo!

Priscila Rôde disse...

"Ter a vida longa
como se longa
fosse como o contorno
de um rio junto ao farol.."

Que belo seria!

Marcos Fabrício Araújo disse...

Delicia quando se percebe a vida desse forma... tudo se torna mais leve!

Abraços!!

Tahiana Andrade disse...

Livre, leve, breve e longa... não há muit mais o que desejar!

Beijos

Iorgama Porcely disse...

"Ter a alma leve
como se leve
fosse como o giro
de um girassol."

ah, minha querida amiga, como seria maravilhoso que todos nós pudessemos ter a alma leve.

Como sempre suas palavras me fizeram muito bem.

Júlio Castellain disse...

...
Menina Juliana,
Perfeito, lindo, maravilhoso...
Beijos pra vc.
...