"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

17.7.10

Fora do Compasso


Tudo está sem ritmo
Sem destino
Com passos lentos
Mudas as palavras. Ao relento

Jogado aos cantos
Pra qualquer encanto
Um lixo qualquer
A quem souber, a Deus dará!

Como um livro ignorado
Um papel amassado
Ou uma carta extraviada.
Um sentimento abarrotado.

Exposto as traças
Sem direito a remediar
Nenhuma proposta de conserto
Deixado apenas para o vento levar..

Palavras em vão

2 comentários:

Lua disse...

e deixe o vento levar..q uem sabe ele nao te leva a um lugar mágico.

bjo ;

Priscila Rôde disse...

Que ele traga de volta!
A inspiração vive contigo Ju, e você sabe abraçar esse encanto lindamente.