"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

13.8.10

No Correr das Horas


...
Vejo as minhas feridas abertas
Todas expostas, sem cicatrizar
Deleito em pensamentos, versos
Confusos, onde me achar?
...
A imensidão desta varanda
É frágil, distante ao mesmo tempo
Trepida minhas ilusões
Devasta as minhas loucas estórias
...
Não percebo mais o brilho das estrelas
O som da noite se esvai,
A minh'alma também se esconde
No esfriar das longas horas
...
Fecho os olhos devagar
Deito o meu corpo e fico a imaginar
Qual será a canção da noite seguinte
Que virá me embriagar?
...

Palavras em vão

2 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Grande Ju
Você numa antologia seria uma sensação
Amanhã e depois serão os dias dos eventos da que vou participar mais uma vez
Uhu

Sucesso a nós

Ana Lucia Franco disse...

Juliana, uma poesia muito envolvente...

bj.