"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

14.9.10

Carta



Tenho muito o que lhe dizer
Nesta carta que hoje escrevo em versos raros
Um pouco do que sei, aprendi, errei 
E ainda do quero e serei..

Digo a ti minhas maluquices e pensamentos
As horas e horas de solidão ao relento
Os momentos vãos, os meus sonhos, ilusões
E minhas voltas com a dor, sem compaixão

Mostro-lhe meu mundo-cor
Minha alegria escancarada em suaves sorrisos
Faço parte de um universo um pouco atrevido
Onde uma eterna criança brinca e revive em mim.

Também lhe atento as lágrimas que me enlaçam
Das forças escondidas no meu olhar
O perfume que julgo estar em meu corpo
Cítrico que traz a dança que preciso dançar..

Só que esta carta a ti, me esqueço de endereçar..

Palavras em vão

16 comentários:

Mundo do Gê disse...

Mostro-lhe meu mundo-cor
Minha alegria escancarada em suaves sorrisos
Faço parte de um universo um pouco atrevido
Onde uma eterna criança brinca e revive em mim.


Sua forma de escrever é muito forte, muito rica, pois traz sentimentos tão marcados, que você escancara do seu ser, lá do fundo, trazidos de algum lugar tão seu...E com eles você nos brinda, encanta...
Jú, posso me repetir, mas é tão belo o seu sentir, essa sua forma de escrever...Parabéns, adoro vir aqui! E reviva sempre a criança que existe dentro de vc, eu acho que essa é a nossa melhor parte, a criança que se esconde dentro de nós, e que poucos revelam...

Felicidades, abração!

Lídia Borges disse...

Uma carta sem destinatário que fala muito nas entrelinhas...

L.B.

Jaque ઇ‍ઉ disse...

É sempre bom desabafar, mas as vezes falta coragem de entregar a quem falamos...

Beijos minha Ju!

Tahiana Andrade disse...

De fato, as suas palavras nunca são em vão.

Beijos

Talita disse...

Tenho muito o que lhe dizerNesta carta que hoje escrevo em versos rarosUm pouco do que sei, aprendi, errei E ainda do quero e serei..

Que lindo esse trecho....

bjs, que Deus te ilumine

! Marcelo Cândido ! disse...

Cartas hoje não são muito hábito né
Por isso que uma bem escrita como essa me faz repensar sobre tudo

Abçs moça inspirada

Gabriela Furtado disse...

Que lindo!!
beijos flor:*

Juliana. disse...

Gê, que alegria receber tuas palavras aqui! É verdade não podemos deixar morrer a criança que existe dentro de nós! As vezes realmente coloco muito do que sinto nas palavras e acho que transpareço a alma rs, gosto disso, transparece a minha verdade! Obrigada sempre meu amigo! Um abraço, mais felicidades!!

Juliana. disse...

Lídia, obrigada pelas palavras, isso mesmo que você disse, nas entrelinhas está o entendimento! Um beijo minha amiga!

Juliana. disse...

Jaque, minha amiga querida, as vezes algumas cartas(pensamentos e palavras) devem ficar apenas para nós..sem endereçá-las e enviar! Um beijo carinhoso! obrigada sempre!

Juliana. disse...

Tahiana, fico muito feliz com suas palavras minha amiga, que bom que tenha gostado do que escrevo, pois escrevo com muito carinho! Um beijo minha amiga, obrigada pela presença tá!

Juliana. disse...

Talita, obrigada pelas palavras, que bom que gostou..beijos minha amiga, Deus te abençoe sempre mais e mais!

Juliana. disse...

Marcelo, meu amigo, realmente as cartas foram trocadas por e-mail, msn rs, mais ainda se tem a magia dessa expressão de sentimentos e palavras, é muito bom recebê-las! Obrigada pelo carinho de sempre!Um abraço!

Carlos Augusto Matos disse...

Eita poema lindo de se ler...

Prima, posso voltar a postar seus poemas no meu blog?

Bjuxxxx linda...

Juliana. disse...

Gabi, obrigada pelo carinho e pela presença! Um beijo grande minha amiga!

Juliana. disse...

Carlos, claro que pode postar, me sentirei honrada em ter minhas palavras no seu cantinho sempre!Obrigada!! Um abraço primo!