"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

20.9.10

Leveza



De laço de cetim cor cinza
Que se faz belo entre os meus cabelos
Soltos pelo ar, como se 
Dançassem uma melodia exuberante

Vejo-me pelo espelhar das flores
Árvores em pleno início da primavera
Sinto a liberdade percorrer as veias
Como se a busca fosse perfeita..

O dia em seu clarão magnífico
Despede-se devagar de mais um raiar
Minhas mãos a bailar pelo rosto
O suor acariciando minha pele sem cessar

Algo me conduz
Minha alma reproduz
Como se a magia daquele instante fosse breve
E meu corpo sensivelmente leve..

Palavras em vão

11 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Ao corpo leve
Mas fique a alma...

Beleza ímpar aqui hoje...

Bjs! ;)

Ju Fuzetto disse...

Delicado!!


beijo Ju, boa semana

Silviah Carvalho disse...

Juliana, você consegue escrever sem pieguices, isso é excelente.
Parabéns.

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Com o amor essa magia e levaza são duradouros e eternos... Uma maravilhosa sensação ^^

Beijos minha Ju!

Subentendidos do Mundo disse...

Leveza
de Cecília Meireles

Leve é o pássaro:
e a sua sombra voante,
mais leve.

E a cascata aérea
de sua garganta,
mais leve.
E o que lembra, ouvindo-se
deslizar seu canto,
mais leve.
E o desejo rápido
desse mais antigo instante,
mais leve.
E a fuga invisível
do amargo passante,
mais leve.

Parabéns pela subiimidade das suas palavras meu doce e grande amor e que essa leveza te conduza as margens segura de rio onde as águas são tranquilas e lhe inspire a viver o que a vida tem de melhor a te oferecer. Te amo

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Saudações nobre poetisa, venho me desculpar pela ausência desmedida e pouco querida.
Mas cá estou eu, retornando aos poucos, afinal são três espaços a alimentar!! rsrs

Suas belas palavras, apenas nos prova a existência eterna dos momentos que vivemos.
Lindas palavras, beijos!

Beijos!

Carlos Augusto Matos disse...

O amor me conduz rumo ao horizonte que possa me fazer mais feliz que já sou...

Bjuxxx prima...

Vanessa Souza Moraes disse...

Meu blog mudou de endereço, o novo é:
http://vemcaluisa.blogspot.com/
:)

Mundo do Gê disse...

Jú!

A leveza se faz...Quando vemos o amor com clareza, quando ele acontece de certeza.
Como a primeira pétala, que desponta em toda sua delicadeza diante à força da natureza...


Minha amiga, eu é que fico grato por receber suas visitas no meu mundinho!

Abraço!

Gabriela Furtado disse...

Toda vez em que leio teus poemas leio sentimentos...
beiijos, flor :***

orvalho do ceu disse...

Olá, JU querida
É PRIMAVERA!!!
Novo tempo!!!
Tempo de cantar com as flores...
Aqui em minha cidade inauguraram uma floricultura... que gente mais original!!!
Sabe, amiga, ouvir música... cantar... me faz pulsar o coração também... Respiro e solto o ar... suspiro... sou feliz!!!
Entoando sempre uma melodia não há FELICIDADE que se acabe...
De repente me surpreendo cantalorando... quando estou em TEMPO TRANQUILO...
Se não, as lágrimas embalam minha piedosa canção...
E agora, nesse tempo temos a presença majestosa das flores...
Um grande abraço primaveril.
Bjs floridos.