"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

29.11.10

Estranho e Belo Mundo


Tenho tantos mares em mim
Tempestades, sóis, arco íris
Tantos que não sei dizer quantos
Uma infinidade que carrego..

E em cada tempo me desfaço e refaço
Torno-me céu, fim, começo, estrela, escuridão
Uma imensidão em intensa revolução
Um oásis em pleno deserto..

Sou versos da minha própria poesia
Sou calor em noite fria, 
Dosagem certa
Um tom a mais da melodia..

Muito de mistério, sedução, doce e sensata razão
Me rego de sonhos e realidades
Cultivo flores, jardins, verdades
Neste meu belo e estranho mundo interior

Palavras em vão

7 comentários:

Eduarda disse...

Ju,

em nós tudo existe...o belo o feio, a alegria a nostalgia.

Um turbilhão de sensações, tantas vezes atirados ao nada.
Tocante esta viagem tão intimista.

bj

Beta disse...

que lindoooo JU
vc arrasa

saudade
beijo

DÉYA... disse...

E em cada tempo me desfaço e refaço..
ja disse tudo né.

linda a sua dosagem na medida...
bjo querida boa noite.

Tania T. disse...

"Me rego de sonhos e realidades
Cultivo flores, jardins, verdades"

Nossa, Ju!!
Esse está maravilhosoo!!

Amei.

Bjão =*

Renata Fagundes disse...

vc é feita de sol e poesia

beijos imensos minha querida amiga Ju

saiba que faz muita falta em nossos dias

Gabriela Furtado disse...

Somos uma perfeita contradição
belas palavras
beeeijooos

Talita disse...

como sempre lindo tua que escreve...

bjss