"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

15.11.10

Meus Versos Todos


Minha poesia é um banco de livros
Que conserva sentidos guardados
Daqueles que muito se ouvi falar
E quem dera também poder sentir

É como uma incógnita deduzida
Ah! Quem poderá entender
O que se passa dentro de mim?
Nem mesmo eu consigo perceber!

Talvez minha poesia me siga, corra
Por onde eu estou de passagem
Ou talvez ela seja natural, humana
Decidida a trazer uma abstração saudável

É como se todas as cores pudessem confirmar
E a força do universo também conspirar
Toda uma imaginação deslumbrada, entoando
O que a poesia, com todas as palavras, tem a mostrar..




Palavras em vão

13 comentários:

Shuzy disse...

Misterioso e teu!
Perfeito isso...

Fred Caju disse...

Bela receita de versos.

Leonardo B. disse...

[palavras, como a celebração, a reinvenção de cada dia interior]

um imenso abraço, Juliana

Leonardo B.

Sabiana M. disse...

deixa mostrar...
deixa sangrar...
que é bonito!
é bonito!

URBAN.GO disse...

Continuo maravilhado.
Obrigado.
Bjs ;-)

Silviah Carvalho disse...

Oi Ju, você escreve muito rápido (rsrs) não consigo te acompanhar, toda vez que volto encontro algo novo e maravilhamente escrito, sempre fico devendo.
este poema é completo!.
Parabéns.

Mundo do Gê disse...

Jú...
Que trecho magnífico!

É como uma incógnita deduzida
Ah! Quem poderá entender
O que se passa dentro de mim?
Nem mesmo eu consigo perceber!

Realmente são palavras de Juliana Lispector, Rsrssss.

Um abração!

Júlio Castellain disse...

...
Lindas letrinhas, Juliana.
Beijo.
...

Lua disse...

"Ah! Quem poderá entender
O que se passa dentro de mim?
Nem mesmo eu consigo perceber!"
Me vi nessa parte.

Muito Bom JU.

bjo ;)

Laura Ribeiro disse...

Olá tudo bem?
Encontrei seu blog por acaso e adorei!!
Simplesmente me encantei especialmente pelo texto "Nossa história"...
Convido-lhe a voar peo vasto céu de meu mundo... O Lágrimas de um Anjo está sempre aberto a novos visitantes.

Att,
Laura Ribeiro.

http://docetortura.blogspot.com

Tania T. disse...

Uma poesia falando da sua maravilhosa poesia.. não poderia ser mais perfeito!!!

Demaais!!!

Bjokinhas =*

Iorgama Porcely disse...

*---*

Que Lindo!!
Gostei bastente, em especial desse trecho:
"Ou talvez ela seja natural, humana
Decidida a trazer uma abstração saudável"

Beijos!

Ju Fuzetto disse...

Mais que perfeito!!!

beijo Linda Ju