"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

25.1.11

"Nunca Mais" à Solidão


Sou livre como um pássaro
Não me limito a qualquer sentido
Tenho asas, sei voar e quando quero
Sei me soltar das amarras de um mundo
Talvez de um mundo que não seja o meu
Ou talvez de um mundo que queira me prender

Não sou papel jogado ao vento, sei para onde vou
Se quiser vir comigo, tens que voar sempre, sem descansar
Não desisto na primeira barreira, vôo alto
Não tenho preconceitos, também entendo os meus limites
Se não me compreende, não tenho tempo para lhe explicar

Sou assim, do jeito que me vê, 
Que me sente, se me tens ao lado
Tem, se não, sou livre como um pássaro, posso voar
E tão longe quero chegar, não me entrego à solidão,
Sentimento mesquinho, contra ela tenho espinhos,
Sou intensa, se não entende, pelo menos me respeite..

Palavras em vão

9 comentários:

Iorgama Porcely disse...

Linda poesia. Livre como um pássaro.
Ou como uma borboleta.

"Sou intensa, se não entende, pelo menos me respeite"
Gostei muito dessa frase.
Beijos.

Eduarda disse...

Sentir assim a vida, na sua plenitude e liberdade é um átomo maior que nos delicia.

bj

Déya disse...

nossa Jú minha linda que coisa mais linda..
Claro né?... "saiu do coração da Jú"

Mas sabe a minhas asas só tem força aquelas outras asas estão me dando impulso...

É que sozinha, elas perdem a força...

beiJO minha lindona...
saudades daqui...

Tania T. disse...

"Sou intensa, se não entende, pelo menos me respeite."

Cara, isso foi demais!!! Apoiadaaa!!! hehe'

Adorei!!! xD

bjoo

Carlos Augusto Matos disse...

É assim mesmo, admiro pessoas que não desistem na 1ª barreira...

Bjuxxx prima...

Júlio Castellain disse...

...
Claro que sim, Juliana.

saudades das suas letrinhas

Abraço
...

Iorgama Porcely disse...

Querida Ju,
tem um questionário para você no meu blog:
http://osonhodeumaflauta.blogspot.com/2011/01/sobre-mim.html

Noe* disse...

Suas palavras me lembraram Clarice Lispector :)

Um beijo =*

Subentendidos do Mundo disse...

texto que mostra a sua determinação e sua persistência te admiro demais meu amor por causa disso
AMO VC!!!!!!!!!!!!!!!!!!