"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

16.3.11

Ausência do Amor



Quantas vezes em silêncio
Buscava um amor inteiro
Que olhasse de um jeito certo
Deixando-me sem teto

Um amor que fizesse sorrir
Mas a tua ausência destruía
Como um tiro certeiro no peito
Devastando tudo por dentro..

A carência desse amor bonito
Era a minha constante rotina
Em outros olhos fitava companhia
Mais não havia tamanho querer..

Querer ser livre, leve, sentido suave
Um amor recíproco, sem vaidade
Que encantasse em gestos de paixão
O nascer de sonhos concretos do coração!

Palavras em vão

2 comentários:

Iorgama Porcely disse...

Esses são meus desejos também: liberdade para amar e ser amada sem vaidade, sem metades e sem superficialidades.

Adorei.

Cris França disse...

muitos fazem da ausência do amor, a esperança que move a vida. bjs