"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

13.4.11

Sentinela

O tempo brilha pela janela
Como é belo admirar a sentinela
Na espreita da vida a cantar
Nossos sonhos também embalar

Sempre nos prós e contras?
Quem disse que não podemos errar?
Quem disse que a vida não é feita para amar?
Quem disse que o certo não seria, naquele momento, chorar?

Talvez um dia ou outro
Seja motivo para escapar
Um sorriso de canto, um chamego, um abraço
Ou um beijo saboroso, um espanto

Passaremos pela estrada com riscos
Somos rabiscos imperfeitos que se já fez
Só resta tornarmos fregueses
E nos amparar na beleza de viver..

Palavras em vão

2 comentários:

Silviah Carvalho disse...

Muito lindo seu poema, como sempre.Parabéns.

Arnoldo Pimentel disse...

Seus poema são sempre lindos e um toque todo seu, saudades de seus comentários, beijos.