"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

4.6.11

Em vão..


Pelas ondas desse mar
A insegurança avistou
De repente a poesia fez-se imensidão
Com palavras cheias de intenção

Acabou-se a confusão
De maré em maré
A chuva finalmente chegou
Regou todas as flores desse jardim

E a poesia então sorriu para mim
Nada tão leve foi visto igual
Em pureza e em beleza
Montou-se então um varal

Com roupas de várias cores
Como se a fantasia fosse real
E dentro de cada som e letra
Não se teve mais qualquer incerteza..

Palavras em vão

6 comentários:

Rafael disse...

Gostei de seu blog. Te seguindo. Sempre estarei por aqui. Se possível, visite meu blog:

http://deletrasasentimentos.blogspot.com/

Lídia Borges disse...

A poesia é imensidão sempre que nasce na alma do poeta.


Um beijo

Meriellen disse...

Lindo, amei!! bjo
meri
meriellen-meumundinho.blogspot.com

Beatriz disse...

Olá!
Que bom passar por aqui....Lindas palavras, feitas com o coração!!!
Bjs
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Mundo do Gê disse...

Jú,

Suas palavras é que são uma imensidão de sentimentos...

E dentro de cada som e letra
Não se teve qualquer incerteza..

Tradução de um perfeito sentir!

Abração Jú!
Ótima semana.
Gê!

Rafael Castellar das Neves disse...

E tudo finalmente renasce!!

Muito bonito, Ju!

[]s