"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

13.6.11

Laços Feitos


Não quero outros lados
Não procuro outras saídas
Não existem palavras pela metade
Nem sonhos em plena despedida

O que há, o que permanece
É o gesto, a certeza, a realidade
Isso engrandece, fortalece
Minhas veias, meu ar, minha vida

O que há, deve ser, acontecer
Eu quero apenas o que me enriquece
O que me torna humana, inteira
Não quero pedaços, versos mal-acabados

Não quero outras linhas certeiras
Quero as que eu escolho, que traço
E as quimeras das minhas estações
Eu faço flores nos campos e emoções

Palavras em vão

7 comentários:

Meriellen disse...

Lindo, amei!! Excelente semana pra você!! beijos

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Sim amiga, a vida é feita das nossas escolhas e das nossas atitudes. E tudo por inteiro :)

Beijo querida!

Mundo do Gê disse...

Laços Feitos...

O que há, o que permanece
É o gesto, a certeza, a realidade
Isso engrandece, fortalece
Minhas veias, meu ar, minha vida

Que trecho forte, vivaz!Em contra ponto com este tão sútil:

Não quero outras linhas certeiras
Quero as que eu escolho, que traço
E as quimeras das minhas estações
Eu faço flores nos campos e emoções


Força e delicadeza se resumem, se escondem nas entrelinhas de suas palavras, parece um jogo de revela-esconde, um jogo de amor, de paixão!

Jú, suas palavras sempre me tocam, me tocam com duas sensações, sensações de leveza e de força!
Tradução de emoções!

Abraço Moça!

A.S. disse...

Juliana,

Belo o teu poema! As palavras são exactas, certeiras... colam-se à pele!


Beijos!
AL

Gabriela Furtado disse...

Muito, muito lindo!!
Beijos

URBAN.GO disse...

Mais um belo poema, mais um bom momento de leitura que te agradeço.
Bjs, boa semana.

Rafael Castellar das Neves disse...

Boa, Ju!! Viver em plenitude o próprio ser...gostei!!

[]s