"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

22.8.11

Meu Segredo


De tanto guardar nos bolsos o meu sorriso, 
O mais bonito, discreto e repleto de forte brilho
Que sorri e que, ao mesmo tempo, diz tudo que preciso
Resolvi a ti entregá-lo, como jura, em segredo

E visto-me com o melhor sorriso só para você
Como forma de intenso querer, quando te vejo
Como se assim pudesse lhe mostrar a todo tempo
O que meu coração reflete, sem máscaras e medo

Tens em tua frente
E como teu, unicamente teu
Algo que me faz ser tua
Que invade a minha alma nua

Deixando-me livre, sensível, vulnerável
Ao amor que tens por mim, ao meu amor
Sem pedir nada em troca, sem fantasias
Aceita o meu sorriso como tua eterna poesia?

Palavras em vão

5 comentários:

Leonardo B. disse...

[um sorriso, esse traço maior de toda a melodia...]

um imenso abraço, Juliana

Leonardo B.

! Marcelo Cândido ! disse...

Bela eterna poesia
!!!

MisteriosaMente A.A.A. disse...

Lindo!!... mas...
Não voltes a guardar o teu sorriso nos bolsos! Entrega-o e reparte-o!!!
Beijinhos amiga

Iorgama Porcely disse...

De tanto guardar nos bolsos o meu sorriso, resolvi a ti entregá-lo, como jura, em segredo.
Lindo!

Talita disse...

Bom dia, passando para divulgar meu novo blog, minha segunda morada, rss

http://ensinameasentirteucoracao.blogspot.com

um cantinho diferente do Palavras ao Vento, mais feito com o mesmo carinho

te espero lá também.
Beijoss!! linda e abençoada quarta feira!!