"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

7.12.11

Evidências do Tempo


Pensamentos antigos
Lugares recortados
Momentos já esquecidos
E sentimentos fadados ao passado

Tudo não é como antes
Agora, cabelos embranquecidos
Pessoas entre as horas
Passam despercebidas lá fora

E algo demora...
Aquele frio da madrugada
Os problemas enaltecidos
A saudade bandida que reforça

Palavras são jogadas ao vento
Tudo muda o comportamento
O “você” se fez indiferente
Ao que se passa dentro e em sua frente..

Palavras em vão

7 comentários:

faby disse...

A saudade bandida que reforça!

pura verdade...
bjos flor

Eric Maffer disse...

Palavras, apenas... Palavras...

Será?

Moran, andarilho disse...

Juliana, penso que palavras nunca são em vão. Ainda que lançadas ao vento, hão de encontrar guarida em outro verso, em outro poema. Que de alguma sorte um dia voltam a ti, tirando a amargura e dando lugar a emoção sincera de quem ama.
bjs, Moran

Lídia Borges disse...

A indiferença é uma das maiores ofensas que os pode acontecer.

Um beijo

Cicero Edinaldo disse...

a palavra tem um poder especial! ele afaga, debocha, encanta, envolve e mascara a realidade!
---
blogestarcomvoce.blogspot.com

She disse...

Eu acho aqui tudo tão lindo, mas tão lindo... Muito lindo!
Beijo, beijooooo!
She

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Lindos pensamentos e palavras deste Blog...vou passear por aqui!
Bjs e boas energias!
CamomilaRosa