"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

6.12.11

Palavras Amontoadas


Aqueles papéis rasgados pela mesa
Continham palavras amontoadas
Cheias de incertezas
Querendo se encontrar

Entoando noites mal dormidas
Dias e rumores solitários
Cartas sem destinatários
Poemas feitos sem amores

Sonhos perdidos?
Descreviam-se vários
Presenças embutidas
Em versos embaralhados

Uma confusão de sentidos
Podendo ser decididas em mãos
Daquele que tivesse um pouco
De certa imensidão.

Palavras em vão

6 comentários:

Lídia Borges disse...

Um universo em pedacinhos sobre uma mesa, como fragmentos de um ser em dispersão.

Um beijo

! Marcelo Cândido ! disse...

Bonito demais Ju
!

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Amiga, eu tinha muitas dessas palavras soltas em papéis... Escrevia e anotava tudo, não deixava passar nenhum dos meus sentimentos. Hoje, apesar de não ter muito tempo eu faço isso no blog mesmo sendo bem reduzido e não como se fosse um diário.
É sempre bom botar pra fora os sentimentos que estão aqui dentro.

Ah, amei o layout ^^
Beijo!

Rafael Castellar das Neves disse...

Que mistura gostosa, Ju!

Muito bom!

[]s

Leonard M. Capibaribe disse...

Tive tantos papéis rasgados já que nem penso mais neles... Mas enfim... Nova folha e mais palavras não faltam... Maravilha de blog e palavras as suas! Parabéns!

Eric Maffer disse...

Me lembrou Cássia Eller: "Palavras, apenas palavras..."