"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

6.11.12

Nada mais do que isso

E pela luz que penetra os vidros da humilde janela
Nítidamente aguarda-se notícias futuras
Que sejam decisivas, que sejam
Entre os sonhos mais lindos

Do passado, só restam finas memórias
Nada mais do que isso
Forças que lhe fizeram mais forte
Estágios que lhe trouxeram o norte

Chances de reerguer, versos para crêr
E a vida passa tão depressa
Não há tempo para se permitir reviver
Não há tempo...

Que se completem os termos
Que se alterem os medos
Que possa ser...
Que apenas seja....

Palavras em vão

5 comentários:

Sayuri Okamoto disse...

a vida é tão curta, que quando vemos, já morremos...

beijos ♥

Jorge Leandro disse...

Opa, Dona Vanessa! Fazia um tempo que eu não tinha tempo para passar por aqui. Que bom ver que seu blog continua aqui, repleto de poesia. Você está escrevendo melhor que nunca.
Bjo pra vc.

Urbano Gonçalo disse...

Olá Juliana!
Vim apreciar um pouco mais dos teus belos poemas (cheio de inveja rsrsrrsrsss!), e deixar um beijinho.
Fica bem.

Talita disse...

"Que o seu Natal seja cheio de paz e harmonia
em companhia dos amigos e da família.
Que a passagem deste ano renove
e revigore em todos nós a esperança de saúde,
prosperidade, bem estar e felicidade.
Feliz Natal!!
Beijos"

Urbano Gonçalo disse...

Feliz Natal!
Tudo de bom no novo ano que se aproxima!
Fica bem.