"Escrevo: por que a escrita me faz bem, muito bem,
uma, duas, três, várias palavras, poemas, versos, textos.
Só preciso que existam palavras e elas possam me ajudar
a encontrar o vão entre os meus pensamentos e sentimentos.."Juliana Matos

20.12.13

O tal do Amor


Descobriste o Amor
O mais espetacular e sofrido sentido
Dizem que se faz tão lindo
Mas é cheio de espinhos..

Palavras em vão


2 comentários:

Paulo Francisco disse...

Os espinhos fazem parte da vida.
Um belo poema.

Rafael Castellar das Neves disse...

E são estes espinhos que garantem a existência do amor: complexo, necessário...

Abraços Ju!